Contactos

Rua de S. Tomé, Porto, Portugal

Telemóvel: (+351) 91 888 71 71

tunaisep@gmail.com

Segue-nos

  • Instagram - Grey Circle
  • Facebook Clean Grey
  • SoundCloud Clean Grey
  • YouTube Clean Grey

© 2018 Tuna Académica do ISEP

Apoios Institucionais

Foi no ano de MCMXC (1990 mais precisamente), um punhado de rapazes da Rua de S.Tomé resolveu dar largas à sua veia romântica iniciando uma série de rondas pela Mui Nobre, Leal e Invicta e Património mundial Cidade do Porto. Daí ao estrelato foram umas corridas e uns sustos, passaram a dedicar mais tempo aos tempos livres passados no bar a ensaiar e contribuído para a riqueza das indústrias cervejeira e vinícola, e desde então não mais se separaram (não separe o Homem aquilo que Deus uniu).

Hoje a Tuna Académica do Instituto Superior de Engenharia do Porto, com os seus longos anos de existência mantêm firme a máxima com que foi criada,"DIVERTE-TE A TI MESMO E SÓ DEPOIS OS OUTROS".

Desculpem o egoísmo mas esta é a atitude própria de um grupo de amigos que tem uma data de coisas em comum: - Estudantes do Glorioso ISEP;

- Amantes da boémia e da boa disposição;

- Mais amantes ainda das mulheres (nossas e dos outros);

- Gerados nos ventres das suas mães e envelhecidos em casco de carvalho (tal como o vinho do Porto);

- E Alguma queda para a música (também é importante);

- Solteiros, descomprometidos, charmosos e mentirosos...

 

Com data oficial de formação de 31 de Maio de 1990, a Tuna Académica do I.S.E.P. nunca mais parou, destacando-se por um motivo ou outro a sua presença em festivais como:

  Na zona NORTE:

     * F.I.T.A. Festival Ibérico de Tunas Académicas nas Queimas das Fitas do Porto de 1991 a 2008 - Porto;

     * FITUP – Festival Internacional de Tunas da Universidade Portucalense - Porto;

     * FITU - Festival Internacional de Tunas Universitárias – Porto;

     * Invicta – Festival Internacional de Tunas da Universidade Fernando Pessoa – Porto;

     * FARDAS – Festival de Tunas de Enfermagem – Porto;

     * LITTERAE - Festival de Tunas da Universidade de Letras – Porto;
     * Bracara Augusta -
Festival de Tunas Bracara Augusta na Queima das Fitas de Braga - Braga
     * C.E.L.T.A.
(Certame Lusitano de Tunas Académicas) - Braga

     * Festa Ibérica – Vila Real

     * Festival de Tunas da Queima das Fitas de Vila Real - Vila Real

     * FESTILHA – Ílhavo;

     * Festival de Tunas da Queima das Fitas de Aveiro - Aveiro.

     * Festival de Tunas de Vale de Cambra – Vale de Cambra;

     * CCB – Festival de Tunas Camilo Castelo Branco – Vila Nova de Famalicão;

     * Festival de Tunas Cidade de Barcelos – Barcelos;

  Na zona Centro:                                                                                                

     * FITAFF – Figueira da Foz;                                                                            

     * FITUIFF – Figueira da Foz;                                                                            

     * CIRTAV – Viseu;                                                                                               

     * FITUCB – Castelo Branco;                                                                            

     * FESTUBI – Covilhã;                                                                                         

     * Real Festa – Leiria;                                                                                        

  Na zona Sul:

     * Camoniano – Lisboa;

     * Estudantino – Lisboa;

     * Cítara - Évora;

     * Pax Julia – Beja;

     * FARTUNA – Faro;

     * Noites de Baco – Costa da Caparica;

                                         
  Ilhas:

     * El Açor – Ponta Delgada;

     * Ciclone - Terceira;

     * ETUMa - Funchal;

  

  Internacionais:

     * Certamen Internacional de Tunas Ciudad de La Laguna – Tenerife

        Entre outros…

 

Padrinho e Afilhados:

     Temos como Padrinhos os sempre amigos, acima de tudo, a Tuna da Universidade Católica do Porto e como Afilhados a Tuna Académica da Universidade Portucalense, Tuna Feminina da Fernando Pessoa e a Tuna Feminina da Escola Superior de Educação.

Em 1992 a Tuna do I.S.E.P. faz o seu primeiro registo magnético editando a sua primeira cassete da qual vendeu cerca de 2000 exemplares. Nesse mesmo ano faz a sua primeira digressão além fronteiras deslocando-se aos Estados Unidos da América, a convite da comunidade Portuguesa de Newark, com diversas actuações em festas Portuguesas, Americanas, e na televisão local, permanecendo nos EUA cerca de um mês deslocando-se também ao Canadá. O segundo registo magnético data de 1994 quando a Tuna editou a sua segunda cassete da qual vendeu cerca de 1500 unidades. Também nesse ano, a Tuna efectuou a sua segunda digressão aos EUA, de novo a convite da comunidade Portuguesa de Newark, onde permaneceu um mês e percorreu todos os estados até à Florida.

terceira Viagem além fronteiras foi em 1997 com a ida ao Brasil terra quente e hospitaleira (até as mulheres policia são simpáticas), onde fomos a convite da casa de Portugal do Brasil, para as comemorações do dia de Portugal. Nesses festejos actuamos em directo para a RTP internacional programa que foi seguido por vários países.

Outubro de 98 deslocamo-nos pela 3ª vez aos Estados Unidos onde actuamos em festas de comunidades portuguesas inclusive na televisão e onde devido ao furacão Mitch, não podemos deslocar nos para a Florida.

No ano seguinte, em 1999, com a edição e venda do nosso 1º CD "The Best of Tuna do ISEP", a tuna encontrou-se nos Tops de vendas de vários países (2º no Suriname, 3º na Tailândia e 4º de Banho...) Esse CD contêm aquelas que julgavamos serem algumas das nossas melhores músicas.

Para além do palco e do estúdio de gravação, a nossa Tuna teve já quatro participações em programas televisivos (Às dez ; Praça da Alegria) e mais recentemente em directo na rádio antena 3 no programa da manhã a promover a Queima das Fitas.

Em Setembro de 2001 estávamos decididos fazer um novo regresso à terra do Tio Sam (EUA) mas, graças a Deus, um novo destino surgiu-nos... um tour pela Europa! Assim, pela ironia do destino, não assistimos pessoalmente ao desabar das Twin Towers... Passamos então por cidades tais como Porto, Valongo,..Paços de Ferreira, Vila Real, Bragança,...,  Bordéus, Paris (tudo menos a mulher do ...), Amesterdão (inches), Luxemburgo (onde ouvimos em directo pela rádio o desmoronamento das Torres Gémeas), Genebra, Lausanne (X + barra barra), Turim (Itália), Mónaco, Barcelona, Madrid, Amarante, etc... Neste tour pela Europa visitamos as comunidades portuguesas e até, devido à nossa perigosidade, dormimos num "Bunker" , pois em tempo de guerra era preciso guardar o mais importante.

Em Setembro de 2002 fomos em digressão ao Canadá, nomeadamente à Comunidade Portuguesa de Toronto e posteriormente à de Montreal, onde efectuamos inúmeras actuações nas várias associações portuguesas e também na Nathan Philips Square a convite da Cidade de Toronto. Para finalizar o ano em beleza, em Dezembro, tivemos a honra de ir provar a poncha à nossa pérola do Atlântico, ilha da Madeira, onde participamos no Encontro de Tunas do Funchal, a convite da TuMa, Tuna Universitária da Madeira.

No 12º mês de 2003, regressamos uma vez mais ao famoso arquipelago da Madeira onde presenciamos o excelente jogo de futebol entre o Marítimo-F.C.P. Voltamos a participar no Encontro de Tunas do Funchal, a convite da TuMa e repetimos a dobrar os brindes da saudosa poncha num outro lado da ilha que nos deixou num estado bastante... espirituoso!!!

Em 2004 lançamos um novo CD "A tradição ainda é o que era" no qual enquadramos músicas novas e originais e melhoramentos das mais solicitadas. Em Setembro e Outubro efectuamos o nosso regresso à Suiça passeando também pela Áustria, juntando-nos às comunidades portuguesas e afins para relembrar o nosso espírito mais boémio e divertido...

 

Em Setembro de 2002 fomos em digressão ao Canadá, nomeadamente à Comunidade Portuguesa de Toronto e posteriormente à de Montreal, onde efectuamos inúmeras actuações nas várias associações portuguesas e também na Nathan Philips Square a convite da Cidade de Toronto. Para finalizar o ano em beleza, em Dezembro, tivemos a honra de ir provar a poncha à nossa pérola do Atlântico, ilha da Madeira, onde participamos no Encontro de Tunas do Funchal, a convite da TuMa, Tuna Universitária da Madeira.

No 12º mês de 2003, regressamos uma vez mais ao famoso arquipelago da Madeira onde presenciamos o excelente jogo de futebol entre o Marítimo-F.C.P. Voltamos a participar no Encontro de Tunas do Funchal, a convite da TuMa e repetimos a dobrar os brindes da saudosa poncha num outro lado da ilha que nos deixou num estado bastante... espirituoso!!!

Em 2004 lançamos um novo CD "A tradição ainda é o que era" no qual enquadramos músicas novas e originais e melhoramentos das mais solicitadas.

Em Setembro e Outubro efectuamos o nosso regresso à Suiça passeando também pela Áustria, juntando-nos às comunidades portuguesas e afins para relembrar o nosso espírito mais boémio e divertido...

2005 foi o ano da nossa 1ª viagem a S.Miguel - Açores, a convite dos Tunídeos, para participar no grandioso VI festival El Açor. Pudemos disfrutar das melhores paisagens da natureza nacional, assim como da generosa amabilidade dos nativos que la se encontraram.

Por 2006 fizemos duas digressões a duas ilhas, uma novamente a S.Miguel - Açores, para o fabuloso VII El Açor onde aquirimos as táticas da "mão direita é penalty" e "ovinho é penalty". A outra viagem foi para o inesquecível I Certamen Internacional de Tunas Ciudad de La Laguna - Tenerife inaugurando assim aquela bela ilha canária que nos irá deixar eternas saudades dos nuestros ermanos assim como da bela Playa de Las Amercias onde em 3 horas nos bronzeou de vermelho!

No mês de Fevereiro/Março de 2007 deslocamo-nos pela França onde deixamos o nosso autógrafo e música pelos elevadores da Torre Eifell. De seguida fomos à Béligica, mais propriamente a Bruxelas, a convite do Parlamento Europeu onde nos trataram muito bem como verdadeiros deputados. Posteriormente deslocamo-nos à Holanda onde fomos muito bem acolhidos pela Associação Portuguesa de Amesterdão que nos deixa saudades das verdadeiras copofonias holandesas...

Depois destas "árduas" actividades, como nunca estamos bem no mesmo sítio, estamos a coleccionar convites para planear um novo rumo além-fronteiras cujos destinos se encontram sob estudo. À parte disso continuaremos a percorrer as ruas da nossa cidade, e não só, fazendo serenatas às Donzelas iluminados pela Lua (ou pelos candeeiros da rua).

 

Esperemos que assim continuem por muitos e bons anos, AMÉN.

Com as mais cordiais saudações académicas,

Tuna Académica do I.S.E.P.